31 de mar de 2009

Newton leva fora de Josi

Newton se perfumou todo e foi esperar Josiane na porta do hotel com um buquê de flores. Resultado: tomou um toco. Eliminada do Big Brother Brasil 9, domingo, com 68% dos votos, a cantora, pelo visto, não vai perdoar o flerte que Tom teve com Priscila antes de entrar na casa e não se sensibilizou ao encontrá-lo aos prantos.

Ainda na casa Ton conversa sobre seus antigos relacionamentos:




Continue lendo >>

30 de mar de 2009

Matemática Os Bondosos

Continue lendo >>

Estud'antas

ALGUMAS PÉROLAS QUE JÁ FORAM ESCRITAS EM REDAÇÕES E QUESTÕES DISSERTATIVAS POR ALGUNS ESTUDANTES:

· Lavoisier foi guilhotinado por ter inventado o oxigênio.

· nervo ótico transmite idéias luminosas ao cérebro.

· vento é uma imensa quantidade de ar.

· terremoto é um pequeno movimento de terras não cultivadas.

· Os egípcios antigos desenvolveram a arte funerária para que os mortos pudessem viver melhor.

· Péricles foi o principal ditador da democracia grega.

· problema fundamental do terceiro mundo é a superabundância de necessidades.

· petróleo apareceu há muitos séculos, numa época em que os peixes se afogavam dentro d'água.

· A principal função da raiz é se enterrar.

· A igreja ultimamente vem perdendo muita clientela.

· sol nos dá luz, calor e turistas.

· As aves têm na boca um dente chamado bico.

· A unidade de força é o Newton, que significa a força que se tem que realizar em um metro da unidade de tempo, no sentido contrário.

· Lenda é toda narração em prosa de um tema confuso.

· A harpa é uma asa que toca.

· A febre amarela foi trazida da China por Marco Polo.

· Os ruminantes se distinguem dos outros animais porque o que comem, comem por duas vezes.

· coração é o único órgão que não deixa de funcionar 24 horas por dia.

· Quando um animal irracional não tem água para beber, só sobrevive se for empalhado.

· A insônia consiste em dormir ao contrário.

· A arquitetura gótica se notabilizou por fazer edifícios verticais.

· A diferença entre o Romantismo e o Realismo é que os românticos escrevem romances e os realistas nos mostram como está a situação do país.

· Chile é um país muito alto e magro.

· As múmias tinham um profundo conhecimento de anatomia.

· batismo é uma espécie de detergente do pecado original.

· Na Grécia a democracia funcionava muito bem porque os que não estavam de acordo se envenenavam.

· A prosopopéia é o começo de uma epopéia.

· Os crustáceos fora d'água respiram como podem.

· As plantas se distinguem dos animais por só respirarem a noite.

· Os hermafroditas humanos nascem unidos pelo corpo.

· As glândulas salivares só trabalham quando a gente tem vontade de cuspir.

· A fé é uma graça através da qual podemos ver o que não vemos.

· Os estuários e os deltas foram os primitivos habitantes da Mesopotâmia.

· O objetivo da Sociedade Anônima é ter muitas fábricas desconhecidas.

· A Previdência Social assegura o direito à enfermidade coletiva.

· Ateísmo é uma religião anônima.

· A respiração anaeróbia é a respiração sem ar que não deve passar de três minutos.

· Calor é a quantidade de calorias armazenadas numa unidade de tempo.

· Antes de ser criada a Justiça, todo mundo era injusto.

· Caracter sexual secundário são as modificações morfológicas sofridas por um indivíduo após manter relações sexuais.

Continue lendo >>

29 de mar de 2009

Maltratando a língua

Esses seres que usam o orkut poderiam também usar a pesquisa do Google, ou não?
Confesso que eu acabei de usar, pois de tanto repetirem esta palavra pensei que fosse uma nova versão para Piercing.

Veja in loco

Continue lendo >>

Briga no Bolicho

Causo contado pelo pessoal da PopRock , é meio antigo mas tão putaqueparilmente engraçado que eu resolvi postar aqui.

Continue lendo >>

A Verdadeira História da Branca de Neve

Você pensa que a história que te contam sobre a branca de neve é verdadeira? Esqueça tudo e saiba a verdadeira história;

Naquela noite a gente chegou tarde. Cansado pra caralho, puto porque o Soneca não parava de peidar. Quando a gente entrou em casa, e viu tudo arrumado, foi um tal de um olhar pro outro, desconfiado. Macho não perde tempo arrumando casa. Muito menos macho velho. A gente tem uma história, sabe? Tem uma reputação a zelar. Aquilo só podia ser coisa de viado. Aí a gente olhou pro Dengoso, que foi logo dizendo que não tinha sido ele.

É claro que a gente ficou com a pulga ficou atrás da orelha, né? Não deu outra: o Atchim ouviu uns barulhos estranhos lá em cima, então a gente subiu as escadas na maciota pra não fazer barulho — quer dizer, só o puto do Soneca que não parava de peidar. A gente entrou no quarto e viu aquela cena: um monte de passarinho, esquilinho e veadinho, e então não dava mais pra ter dúvida: a gente comeu o Dengoso de porrada pra ele parar com essas frescuras.

Foi quando o Atchim viu uma menina dormindo. A gente deixou o Dengoso estiradão lá no canto e foi olhar pra ela. A menina era muito branca e tinha cabelos bem pretos, curtinhos. Eu não gosto muito de branquela, sabe? Sou chegado é numa negona, com aquele bundão bom de pegar, peitão farto pra fazer espanhola. Mas rapaz, ela até que tinha uns peitinhos interessantes. Peitinho de menina sabe como é, de menina-moça. Durinho. Ela era toda organizadinha, toda gostosinha. O Soneca levantou a saia dela e a gente viu que ela tinhas umas pernas de respeito. Só não deu pra ver mais nada porque ela usava umas calçolonas de velha. O Feliz, que é sonso pra caralho, foi logo apalpando a menina. Você precisava ver o jeito como ele tremia. O Feliz tava babando, bicho, tava babando mesmo.

Aí ela acordou. Tomou um susto quando viu aqueles anões de pau duro olhando pra ela — você já ouviu essas histórias sobre anões? Pois é verdade. É tudo verdade. Quer ver? Tudo bem, tem problema não, eu entendo.

Onde é que eu tava, mesmo? Ah, sim. Aí ela acordou, viu a gente e tomou um susto. O Dunga tava mamando o dedão do pé dela, aquele mané sempre foi apressadinho. Com o susto a menina deu um chute na boca do Dunga e quebrou um dos últimos dentes dele. Puta que pariu, a gente riu pra caralho. A gente ria, o Dunga sangrava e o Soneca peidava.

Ela disse que o nome dela era Branca de Neve. Porra, a única Branca de Neve que a gente conhecia era a tal princesa. Você acha que uma princesa ia dar uma sopa dessas, deitadinha na cama da gente, só esperando a gente chegar, suadão, pra cair matando? Nem fodendo. O Dengoso sacou logo a dela: “Essa aí tá é fazendo doce pra cobrar mais caro.” Mas o Soneca já tinha visto a menina pegando água no poço e disse que era ela, mesmo. Aí a gente acreditou.

Branca de Neve disse que sua madrasta, uma coroa gostosa que eu já tinha visto uma vez, tinha mandado o caçador dar um fim nela, mas que ele era um homem bom e tinha deixado ela fugir. Fala sério, você acredita numa história de joão sem braço dessas? Pois é. O Zangado falou na hora: “Sei. No mínimo ela pagou um boquete pro sujeito e se livrou”.

A gente então ficou sem saber o que fazer. Aquela menina era chave de cadeia. A gente tinha ouvido falar que a Rainha era chegada nuns candomblés, batia tambor pra Angola, de vez em quando apareciam uns ebós nas encruzilhadas. Ela recebia santo e tudo. Se aquela macumbeira soubesse que a Branca de Neve tava com a gente eu não quero nem imaginar o tanto de merda que ia dar. Foi quando o Atchim, que sabe das coisas, chamou a gente num canto e bateu a real: “Olha, vai ser meio complicado, mas ela é mais gostosinha que o Dengoso”.

Aí a gente se tocou. A gente nunca tinha reclamado do Dengoso antes. Não tinha por que, né? Era o que a gente tinha à mão; quem não tem cão caça com gato, você sabe. Mas com a Branca de Neve ali, deitadona, peitinho subindo e descendo, foi como se a gente finalmente descobrisse que tinha coisa melhor no mundo. A rainha que se fodesse, quem não arrisca não petisca.

Só quem implicou foi o Dengoso, disse que aquilo ia dar em confusão. Na hora a gente não entendeu a parada, pensou que era medo da bruaca velha. Era medo da concorrência, isso sim. Ele sacou que a gente ia deixar ele de lado.

Aí a gente fez o seguinte: propôs um trato pra Branca de Neve. Ela arrumava a casa e cozinhava e em troca a gente dava casa e comida pra ela. Na hora o Zangado disse “De dia você come cobra, de noite a cobra te come”, mas ela não ouviu, ou se ouviu fingiu que não. Ela topou e a gente saiu rindo escondido, porque a última empregada que a gente tinha tido ganhava tudo isso e mais uns 300 paus pra parar de se virar. Sem contar uns presentinhos quando fazia favor, sabe como é, né? Olha, a gente tinha feito um puta de um negócio. E ainda ia ganhar uns agrados, entende, eu pelo menos tinha certeza disso. A gente até apostou quem ia comer primeiro. Mas a guria era osso duro.

A gente tentava umas entradas, a Branca de Neve fingia que não era com ela, e aí a gente ia se resolver na mão. Porque ela atiçava, sabe? Vestia aquela sainha amarela, deixava ver um pedacinho de coxa aqui, um peitinho pulando ali, deixava até a gente passar a mão, dar umas encoxadas como quem não quer nada. Aí, quando a gente achava que ia se dar bem, ela se saía de fininho, parecendo que não tinha percebido.

O máximo que ela deixava era a gente passar à vera a mão nela quando dormia. De vez em quando ela se mexia e a gente dava uma parada, mas eu aposto que ela via a gente descascando uma ali. Era ela dormindo e a gente lá. Toda noite. O que eu sei, mesmo, é que ninguém ganhou o dinheiro da aposta. A sacana deu uma volta na gente direitinho.

Mas eu vou te contar uma coisa: eu acho que aqueles putos me enganaram. Se quer saber, eu acho que pelo menos o Feliz comeu. Aquele filho da puta é sonso pra caralho, quem vê não diz. Ele vivia rindo, ria o tempo todo. A gente lá, morrendo na mão, e ele rindo. Porra, não tinha do que rir. Mas o Feliz ria. Então ele comeu.

E acho que o Dunga comeu também. Acho que a Branca de Neve deu pra ele por pena, sabe? Careca, desdentado, aquele estrupício ia comer quem? Dizem que mulher tem dessas coisas, dá por pena. Pois eu nunca comi ninguém por pena.

Não, o Zangado eu não sei. Só sei de uma coisa: eu não comi. E é claro que o Dengoso também não comeu.

Como é que é? Ah, porra, é claro que o filme conta a história diferente. Você acha que a Branca de Neve ia contar a vida dela como foi, de verdade? Porra nenhuma. Ela conta do jeito dela. Eu vi o filme. Ela mostrou a gente como uns retardados. Aquela puta.

Bem, pra encurtar a história, a gente viveu um tempão assim. Foi foda. De vez em quando rolavam uns paus, o Zangado até apelou pra umas cabras que tinha por ali, a gente tava meio ouriçado. Mas dava pra viver. A casa pelo menos tava arrumada. E dava pra bolinar a Branca de Neve, desde que bolinasse com jeitinho, que não desse muito na vista. Aí deu aquele revertério todo de que você já sabe.

Andaram contando uma história de um espelho aí, uns malucos disseram que foi o pai de santo daquela puta velha, mas isso é tudo invenção. Certeza, certeza eu não tenho, mas filho da puta se não foi o Dengoso que foi lá no castelo, dedurar a gente. Ficou com ciúme da Branca de Neve, sabe como é. Tava se achando rejeitado, a moça.

Aquele escroto ainda por cima é um ingrato. Foi a Branca de Neve quem ensinou ele a se maquiar. Antes ele parecia uma pombagira, puta de quinta, sabe? Hoje não, hoje ele tá até ajeitadinho.

Mas eu não posso dar certeza, então é melhor eu fechar o bico. O que rolou é que a vagabunda da rainha se vestiu de bruxa e levou uma maçã envenenada pra Branca de Neve. A Branca de Neve comeu e aí, bau-bau. Se fodeu direitinho.

Ei, não! Nada disso! Quem foi que te contou essa história? A gente não teve porra nenhuma a ver com o sumiço da velha! A gente tava na mina, tava lá, ganhando o pão da gente — e o filho da puta do Soneca peidando –, a gente não teve merda nenhuma a ver com o sumiço da velha. Sei lá como ela morreu, porra! Sei nem se ela morreu, vai ver fugiu com o circo. Sei lá. Tenho cara de fiscal de bruxa? Vá se foder. A história que tão contando por aí não tem nada a ver. Nada a ver. A gente tava na mina e só foi saber do que tinha acontecido quando chegou em casa e viu a Branca de Neve esparramada no chão, é isso. Tô falando sério.

Você quer ouvir a história ou não? Então vamos. A gente construiu um caixão de vidro pra poder continuar olhando a Branca de Neve. Era como nos bons tempos: ela dormia e a gente batia uma. Pra falar a verdade não tinha muita diferença. De vez em quando a gente abria a tampa do caixão pra passar a mão nela, e fechava de novo e voltava pra mão. Era como nos velhos tempos.

Aí apareceu aquele mauricinho escroto e a Branca de Neve foi com ele. Aquela vagabunda. Só foi porque o filho da puta era rico. Como? Não, nada disso. Jovem um cacete. Eu sou velho, mas dou no couro, entende? Naquela época não tinha Viagra, mas você acha que eu precisava? Porra nenhuma. Ela foi com aquele filhinho de papai porque ele era rico. Você acha que ela ia trocar sete por um só assim, de graça? Aquela piranha regula a gente um tempão e dá pro primeiro menino que aparece? Grana, bicho. Ele era novinho. Não sabe metade do que a gente sabe. E eu dou o rabo se o meu pau não for maior que o dele.

Aí a gente teve que voltar a pegar o Dengoso. Tô reclamando, não, é melhor que nada. Mas de vez em quando eu lembro dos tempos da Branca de Neve e olha, eu juro: se eu não fosse macho eu chorava.
Caralho, que saudade daquela menina.

Continue lendo >>

27 de mar de 2009

Delegado deixa Datena Falando sozinho



Datena, acho melhor tu continuar encrencando só com o pessoal da tua produção. Com o delegado pode ser prejudicial pra tua saúde. Vai por mim...

Continue lendo >>

Reclamações estúpidas de turistas

A agência inglesa de viagens ABTA fez uma lista das reclamações mais estúpidas e bizarras já feita pelo seus clientes:

- “Ninguém nos avisou que haveria peixes no mar. As crianças ficaram atemorizadas.”

- “A praia estava com muita areia.”

- Um hóspede no Novotel da Austrália reclamou que sua sopa estava muito espessa e forte. Sem perceber ele estava tomando um molho com pequenos pedaços de carne.

- ”A prática de topless deveria ser banida das praias. Minhas férias foram arruinadas quando meu marido passou o dia inteiro olhando para outra mulher fazendo topless.”

- “Meu noivo e eu reservamos um quarto com duas camas de solteiro. Quando chegamos ao hotel só estava disponível um quarto com cama de casal. Agora, esperamos que vocês se responsabilizem por minha gravidez. Isso nunca teria acontecido se vocês tivessem nos colocado no quarto correto.”

- Após uma viagem à Barcelona, um viajante disse: “Há muitos espanhóis. A recepcionista fala espanhol. A comida é espanhola. Há muitos estrangeiros.”

- Em uma viagem à praia. “Nós tivemos que ficar na fila do lado de fora, sem ar condicionado.”

- “É sua responsabilidade como agente de viagem nos avisar dos barulhentos e incontroláveis viajantes antes da viagem.”

- “Eu fui picado por um mosquito. Ninguém me disse que eles picavam.”

- “É uma preguiça dos donos de lojas não abrir após o almoço. Eu precisava comprar coisas durante a siesta. Essa prática deveria ser banida.”

- “Na minha viagem à Goa, na Índia, eu fiquei com nojo ao descobrir que quase todo restaurante serve curry em seus pratos. Eu não gosto de comida apimentada, definitivamente.”

- “Nós reservamos um passeio ao parque aquático mas ninguém nos disse para levar roupa de banho e toalha.”

Continue lendo >>

26 de mar de 2009

Porto Alegre comemora 237 anos

Hoje é aniversário de Porto Alegre, e a dupla Grenal não podia ficar de fora desta. Vejam as homenagens publicadas no jornal Zero-Hora:


Bem bolado, parabéns ao Grêmio herr... a dupla Grenal e lógico:

Parabéns, querida Porto Alegre!

Continue lendo >>

25 de mar de 2009

As mil faces de Lula

Episódio de hoje: O Apicultor

Continue lendo >>

Brincando Com o Maninho



Reparem na alegria em que fica o pequeno delinqüente, no momento em que o maior grita de dor.

Continue lendo >>

24 de mar de 2009

Chinesa engole cobra viva durante show em Pequim


*******

Continue lendo >>

50 Coisas que Aprendemos Jogando Video Game

1. As tartarugas vermelhas são mais inteligentes (e perigosas) que as verdes.

2. Se você estiver dirigindo e ver um raio brilhante ou qualquer objeto estranho de cores chamativas e agradáveis, passe por cima. Se X acelera, A é o turbo.

3. Atirar na cabeça é mais eficaz que em qualquer outra parte do corpo.

4. Allejo foi melhor que Pelé.

5. Nem todas as caixas podem ser empurradas. Muito menos todas as portas podem ser abertas.

6. Só pise no acelerador quando o sinal abrir.

7. Jamais corra fora da pista.

8. Se você não tiver armas ou não souber dar socos, pule na cabeça do desgraçado.

9. Em alguns casos, estrelas são mais importantes que moedas.

10. Não importa qual a distância que você esteja do gol, sempre chute da lateral.

11. Carrinho de lado não é falta.

12. Falta no goleiro leva à expulsão.

13. Golpes especiais, como saltar e dar um soco, fazem você perder vida (desde que você acerte o oponente).

14. Com socos e chutes você quebra carros com mais facilidade do que usando barras de ferro.

15. Não importa o modelo. O carro azul corre mais.

16. Gol olímpico é mais fácil que gol de falta.

17. Nunca é a última fase.

18. Select é tão útil quanto o Scroll Lock ou um bloco amarelo com uma exclamação.

19. Um ataque de zumbis não é nada caso você tenha uma Glock com 10 balas e uma boa mira.

20. Às vezes, uma facada funciona melhor que um tiro.

21. A vida não tem continues infinitos.

22. “Winners don’t use drugs - William S. Sessions – FBI”

23. Não importa qual o seu problema, ele pode ser resolvido com um lança chamas.

24. Ninjas sabem jogar golfe.

25. Você pode construir uma civilização somente com pedras, ouro e madeira.

26. Quando uma pessoa morre ela pisca até desaparecer.

27. Vampiros? Arrumem uma corrente.

28. Meia lua para frente + soco forte = algo interessante.

29. Paredes com rachaduras costumam guardar segredos.

30. Quanto maior o lutador, pior ele é.

31. O reforço sempre chega depois que você mata todo mundo.

32. Nem tudo na vida é Save Game. Portanto, nunca deixe de anotar o password.

33. No final das contas, você se fode para salvar o mundo ou uma mulher.

34. Dirigir pode ser muito mais interessante caso você esteja ouvindo “Highway Star”, “Paranoid” ou “Born to Be Wild”.

35. As melhores épocas de nossas vidas são as fases bônus.

36. PAC MAN nada mais é que correr atrás de balinhas enquanto se ouve uma música repetitiva. Ou seja, uma rave.

37. Você não precisa saber uma única nota musical para ser um astro do rock. Basta ter coordenação motora.

38. Paradas para abastecer o carro ou o avião atrapalham muito.

39. Nem todas as caixas de madeira são quebráveis. Só as mais brilhantes.

40. Barris explosivos são muito bons para matar um grande grupo de pessoas. Basta um tiro certeiro.

41. Nem todos os canos verdes o levam até o esgoto.

42. Não existem castelos sem lava.

43. Quase todos os heróis começam a vida deitados numa cama.

44. Pouco me importa se não adianta nada. Morrermos apertando Start para a introdução passar mais rapidamente.

45. As chaves podem ser do seu tamanho, mas você acha um lugar para guardá-la.

46. Correr no gelo escorrega. Muito.

47. Nem todos os rios estão para nado.

48. Comidas costumam te encher de vida.

49. Seu carro capotou, saiu da pista e explodiu? Ok, aguarde um instante que ele vai voltar piscando.

50. Cogumelos verdes. Não morra antes de provar pelo menos um.

Contaoutra

Continue lendo >>

21 de mar de 2009

Macgyver Domingueiro/ Dínamo Caseiro

O nosso projeto para este domingo é bem simples mas muito interessante. O que seria um dínamo?
Dínamo é um "transformador" ele transforma a energia mecânica em elétrica. Um motor elétrico faz exatamente o oposto, transforma energia elétrica em mecânica. Ok, partindo desta idéia, vamos usar um motor para gerarmos energia elétrica. Pegue sua "faca de ponta" pois domingo é dia de:

Material:

Motor. Este pode ser aproveitado de qualquer aparelho elétrico, contanto que seja para baixa tensão(motores de ventilador, batedeira, geladeira, fusca, retro-escavadeira, NÃO SERVEM), motores de brinquedos a pilha, toca-fitas, video-cassete,..., são os indicados. O que eu testei e tive melhores resultados (o do vídeo) foi retirado de um vídeo-cassete, ele que faz o mecanismo aceitar e ejetar a fita.


Led. Nosso amigo de todas as horas, o diodo emissor de luz. Este é fácil de conseguir, qualquer aparelho chulé tem um pra indicar algo.


O circuito: Bem simples, você só vai ter que achar um modo de ligar os polos (contatos) do motor ao led, caso o teu motor tiver mais de 2 contatos me aciona nos comentários que te indico como liga-lo.
Abaixo o nosso vídeo, notem que eu adaptei uma hélice no eixo da motor, o led acende no momento em que eu aproximo um ventilador, tornando o projeto um "mini gerador heólico".
Esta montagem pode ser adaptada como catavento ou na roda da bicicleta, o que precisamos é que o eixo do motor gire. Para fazer uma lanterna para bicicleta vamos precisar de um regulador para a tensão, pois se ela passar de 3 volt deverá queimar o led. Qualquer dúvida use a caixa de comentários.

Imagens captadas com uma webcam tosca:


Continue lendo >>

20 de mar de 2009

O Churrasco

(Escrito por uma mulher)

O churrasco é o único prato que um homem faz. Quando um homem se

propõe a realizar um, a cadeia dos acontecimentos é a seguinte:

1 A mulher vai ao supermercado comprar o que é necessário.

2 - A mulher prepara a salada, arroz, farofa, vinagrete e a sobremesa

3 - A mulher tempera a carne, coloca-a numa bandeja com os talheres

necessários enquanto que o homem está deitado junto à churrasqueira, bebendo uma cerveja.

4 - O homem coloca a carne no fogo.

5 - A mulher vai para dentro de casa pôr a mesa e verificar o cozimento dos legumes.

6 - A mulher diz ao marido que a carne está queimando.

7 - O homem tira a carne do fogo.

8 - A mulher arranja os pratos e coloca-os na mesa.

9 - Após a refeição, a mulher traz a sobremesa e lava a louça.

10 - O homem pergunta à mulher se ela apreciou não ter que cozinhar e perante o ar aborrecido da mulher, conclui que elas nunca estão satisfeitas

______________________________________________

***COM MUITO MENOS DISCRIMINAÇÃO ELES TEM...

O DIREITO DE RESPOSTA

(Escrito por um homem)

1 - Nenhum churrasqueiro é tonto o suficiente para pedir à mulher para fazer as compras para um churrasco, pois ela vai trazer cerveja Cintra, um monte de bifes, asas de frango e uma peça de picanha de 4,8 kg que o açougueiro disse ser "ótima", pois não conseguiu empurrar para nenhum homem.

2 - Salada, arroz, farofa, vinagrete e a sobremesa... Ela prepara isto só para as mulheres comerem. O homem come só a carne.

3 - Temperar carne??? Na carne só se joga sal grosso na hora de assar e pronto. Bandeja com talheres? Só se for para as frescas. Homem que é homem, come com

as mãos.

4 - Coloca a carne no fogo??? A carne vai para a grelha ou para um espeto que tem que ser virado a toda hora.

5 -Legumes??? Como eu já disse, só as mulheres comem isso.

6 - Carne queimando??? O homem só deixa a carne queimar quando a mulherada reclama: "Não quero comer sangue" ;"Isto está muito cru..."; "Deixa passar um pouquinho mais" (após a décima vez que você oferece o mesmo pedaço que estaria no ponto uma hora antes). Ou seja, elas acabam comendo carne em forma de carvão, tão mole e suculenta quanto o espeto.

7 - Ainda bem que somos nós que tiramos a carne do fogo, pois se fossem elas,comeríamos carvões como os descritos no parágrafo anterior.

8 - Pratos? Só se for para elas mesmas!

9 - Sobremesa? Só se for mais uma Skol. Lavar louça? Só usei meus dedos!!! (limpei nas calças).

10 - Realmente, ninguém nunca vai entender as mulheres... Nem elas nunca vão entender o que é um churrasco !!!
__________________________________________________

Sugestão de música pra ouvir assando uma carne:


Bom fim de semana a todos e que o patrão véio celeste continue nos iluminando.


Continue lendo >>

Calma Valdicley

Graças ao Maldito.

Continue lendo >>

19 de mar de 2009

Top Five, Antas do Orkut



Continue lendo >>

18 de mar de 2009

RIVALDO SAI DESSE LAGO

Kalluri vaanil kaayndha nilaavo?
Maanavar nenjil meyndha nilaavo?
En madi meedhu saayndha nilaavo?
Ennidam vandhu vaayndha nilaavo?
Haikuvae haikuvae... high speedil vandhaaye…
Eye browai male thookki, I love you endraaye…

Não entendeu nada? Então veja o vídeo com a legenda:



Créditos pro Jonas o rei do You Tube.

Continue lendo >>

Quadrinhos, Revista MAD





Continue lendo >>

Coma, não mais


São Pedro clama por Hebe, esta sim, tira o sono do dono da porteira.

Continue lendo >>

17 de mar de 2009

Vida de arigó


Continue lendo >>

Pensamento do dia:

"Nada é mais gratificante do que esmigalhar uma mosca,
que fica cutucando na tua cara
enquanto você está concentrado tentando fazer algo, como postar no blog."

Continue lendo >>

Dica de Leitura

"Venho acompanhando o blog do Rob Gordon, desde sempre. Resolvi selecionar um texto pra vocês e indicar o blog como leitura obrigatória."


O Tempo Passa, o Tempo Voa...


O restaurante onde eu almoço, em Pinheiros, tem dois problemas graves. O primeiro é a mania do cozinheiro de bancar o artista, inventando nomes estranhos para os pratos mais comuns do mundo – qualquer dia eu falo disso aqui no blog. O outro é o serviço. Os garçons de lá não são internacionalmente conhecidos pela inteligência. Bom, vamos ser justos: a coisa melhorou de uns tempos para cá, quando começaram a contratar pessoas com um pouco menos de deficiência de fosfato no organismo para servir as mesas – um deles, especialmente, virou meu amigo porque também gosta de heavy metal e vem sempre se atualizar comigo sobre shows e discos novos.

Mas ainda sobraram uns garçons old school na equipe, que fazem questão de não olhar na sua direção quando você está chamando, e demoram uns cinco minutos para conseguir trazer uma lata de Coca Zero. Claro que, mais dia, menos dia, a seleção natural vai se encarregar deles, mas, até lá, eles vão continuar atrapalhando meu almoço sempre que um deles estiver atendendo minha mesa (e como eles fazem uma espécie de rodízio todos os dias, não adianta eu me sentar em outro lugar, acabaria virando loteria).

Desses garçons mais, digamos, tapados, um em especial consegue ser particularmente irritante. Às vezes, eu vou almoçar sozinho pelo único motivo de querer almoçar sozinho. Compro um jornal de esportes para ler enquanto como, e planejo passar uma hora ali, em silêncio, lendo, comendo e pensando na vida. Mas ele não deixa. Fica em pé, ao lado da mesa, lendo o jornal por cima do meu ombro. Eu mudo de posição, entro na frente dele, mas ele não se toca e continua lendo. Até a hora que eu me emputeço, coloco numa matéria sobre a semifinal do campeonato de vôlei feminino da Tailândia e deixo naquela página até ele ir embora.

Antes que pensem que sou grosso, se eu não fizer isso, às vezes ele insiste em comentar as notícias comigo. Eu estou comendo, e, de repente, ouço, ao meu lado:

– O Palmeiras ganhou?

Eu olho para ele com aquela cara de “se eu quisesse conversar, teria vindo almoçar com alguém”. Mas ele não consegue captar isso, é informação demais. Então, só me resta responder.

– Não.

– Mas tem uma matéria do Palmeiras aí.

– É um jornal de esportes. Tem uma matéria sobre o Palmeiras todo dia. Sobre o São Paulo também. Sobre o Corinthians também.

– Ah, então não ganhou?

– Não. Mesmo porque ele joga hoje. O jogo é daqui a oito horas. Aliás, a matéria é sobre isso.

– Ah.

Como não consigo encerrar a conversa, resolvo apelar para minha arma secreta.

– Você não consegue outra Coca para mim?

Aí ele se vê obrigado a ir buscar a porra da Coca e me deixa em paz. Na verdade, eu acabo nem tomando essa segunda Coca-Cola inteira, mas não me importo. Gosto de pensar que estou pagando R$ 2,00 por um almoço silencioso e não por uma lata de refrigerante. E assim vamos vivendo, eu e ele.

Mas ontem a coisa passou dos limites da cretinice.

Eu já estava no final do almoço, lendo as notícias sobre o Campeonato Carioca – que era a única coisa que ainda não tinha lido no jornal. Ele ali, em pé, ao lado da mesa. Eu já estava esperando o momento em que ele viria comentar algo sobre o Vasco. Eis que ele solta:

– É engraçado como o pessoal do Roupa Nova está velho.

Roupa Nova? Como assim?

Olhei o jornal de cima a baixo e não vi absolutamente nada sobre o Roupa Nova. Sem fazer movimentos bruscos para não assustá-lo, olhei ao redor procurando um CD do Roupa Nova nas mesas ao lado, ou um poster da banda na parede. Nada. Comecei a ouvir com mais atenção a música que estava tocando no restaurante. Não identifiquei o que era, mas não era Roupa Nova.

De onde diabos o Roupa Nova surgiu? Será que foi um pop-up que abriu no cérebro dele?

Não havia qualquer sinal de Roupa Nova ao meu redor. A única alternativa que restava era o fato de eu ter me transformado em alguém do Roupa Nova sem perceber. Peguei meu celular, levantei até a altura do rosto e olhei meu reflexo no visor.

Não, eu continuava sendo eu.

Só me restou fazer a minha melhor e mais caprichada cara de interrogação e olhar para ele. Foi o que eu fiz, mas o garçom continuou em silêncio, pois 1) ele não sabe reconhecer uma expressão de interrogação e 2) ele não considerou a hipótese de que a frase dele não se encaixava de forma alguma na realidade do planeta.

Assim, tive que apelar para a comunicação verbal. Mas fiz questão de continuar com minha cara de interrogação.

– O quê?

– O pessoal do Roupa Nova está muito velho.

– Ah, é?

Minha idéia era fingir interesse e, ao mesmo tempo, deixá-lo falar o que quisesse sobre o assunto. Desta forma, quem sabe, ele acabaria entregando alguma pista sobre os caminhos tortuosos que aquele pensamento percorreu pelo seu cérebro, evoluindo de uma simples “vaga idéia que não interessaria a ninguém” até chegar às suas cordas vocais na forma de um “comentário que valesse a pena ser dito em voz alta”. Infelizmente, não deu certo, porque tudo que ele respondeu foi:

– É.

Percebi que sutilezas não iriam funcionar. O negócio era entrar com os dois pés no peito e resolver logo aquilo.

– Só por curiosidade, porque diabos você está falando disso?

– Porque eles estão velhos.

– Não, porque você está falando ISSO? Não tem nada sobre o Roupa Nova aqui.

– Tem sim. Tem eles.

Ok. Calma. Como responder a isso?

– Hum?, foi tudo o que eu consegui.

– É. Eles estão aí no andar de baixo comendo. Eles sempre comem aqui.

– Ah.

– Não acredito que você não viu!

Por um momento, pensei em responder que se os caras da banda se sentassem na minha mesa e começassem a mexer na minha comida, eu não iria reconhecê-los, porque não faço a menor idéia de com o que alguém que pertence ao Roupa Nova se parece.

Por outro lado, caso ele fosse fã do grupo, esse é o tipo de comentário que poderia gerar atritos. O cara iria pegar bronca de mim, e, mais dia, menos dia, iria cuspir na minha Coca-Cola enquanto cantarolava freneticamente uma música do Roupa Nova na cozinha. Achei melhor sair pela tangente.

– Ah, é que eu estava lendo o jornal aqui.

Foi a sua vez de me olhar com cara de interrogação. Suspirei e expliquei:

– Eu fiquei olhando apenas o jornal e o meu prato. Dei algumas olhadas pela janela, mas só. Não olhei para as outras mesas.

– Ah, entendi. Mas eles estão velhos, viu?

– É. Acontece com todo mundo, respondi.

E acontece com todo mundo mesmo. Eu, por exemplo, estava envelhecendo uns cinco anos a cada frase que ele soltava.

– Igual ao Zezé di Camargo e Luciano.

(Interlúdio: porque algumas pessoas se referem às duplas sertanejas como uma pessoa só?)

– Eles também estão aqui?

– Não. Mas estão velhos.

– Ah.

– Algum tempo atrás, eu vi os dois na televisão sobre eles. Eles tinham 43 anos. Ontem, eles apareceram na televisão e já estão com 47.

– Nossa. Envelheceram quatro anos.

Aparentemente, ele não percebeu o sarcasmo e foi em frente:

– É, envelheceram muito. Já estão com 47 anos.

Seus olhos brilhavam e ele estava visivelmente empolgado em possuir essa informação. Aparentemente, ninguém mais sabia a idade da pessoa conhecida como “Zezé di Camargo e Luciano”, a não ser ele. E isso, pelo jeito, significava muito para ele.

Foi neste momento que meus neurônios entraram num processo de transe. Isso acontece comigo às vezes. Eles começam a tocar tambores africanos ensurdecedores e a dançar freneticamente, implorando para eu sacanear com a pessoa. Só param quando eu atendo esse pedido. E se eu não fizer isso, eles começam a me ameaçar, gritando que se eu não fizer o que querem, eles irão me deixar cego quando eu estiver atravessando uma avenida.

Resumindo: eu não podia deixar isso passar em branco.

Dobrei o jornal, me levantei e coloquei minha carteira no bolso, me preparando para ir ao caixa pagar. Olhei para ele e perguntei:

– Nem parece que eles têm 47 anos...

– Não.

O barulho dos tambores aumentou.

– E outro dia mesmo, eles tinham 43?

– Isso. Eu vi na TV.

O barulho dos tambores começou a fazer meu crânio tremer. Os neurônios dançavam cada vez mais rápido.

– É... O tempo voa. Quem diria que eles já estão com 47 anos? Aposto que nem faz tanto tempo assim que você os viu na TV e eles estavam com 43 anos. Quanto tempo faz isso? Uns três anos? Quatro?

Subitamente, os tambores pararam. Os neurônios interromperam a dança e ficaram aguardando em silêncio. Eles não se moviam. Aliás, eles mal respiravam, como torcedores que aguardam pela cobrança de um pênalti, esperando o garçom terminar de fazer as contas e responder a minha pergunta.

– É... Por aí... Acho que faz uns três ou quatro anos, sim.

Meus neurônios explodiram de felicidade. Agora, eles não apenas tocavam os tambores e dançavam como, também, gritavam alucinadamente. Meus órgãos devem ter imaginado que uma final de Libertadores estava sendo disputada dentro do meu cérebro e que, aparentemente, o time da casa tinha feito um gol.

Segurei uma gargalhada, me despedi falando qualquer coisa sobre o tempo passar rápido demais e fui embora rapidamente, antes que ele fizesse a prova real da conta que tinha acabado de fazer. Desci as escadas e fui em direção ao caixa. No caminho, percorri o restaurante com os olhos.

De todas as mesas ocupadas, duas delas estavam ocupadas por grupos de pessoas que estavam entre os 50 e 60 anos. Ou seja, até agora não sei em qual delas o pessoal do Roupa Nova estava.

Mas meus neurônios estavam ocupando demais celebrando, e não se importaram com isso.

Continue lendo >>

16 de mar de 2009

Baitolagem + rodovia, uma combinação perigosa



Nooooooofa meniiiiiina, como tu anda distraída!

Continue lendo >>

Chimbinha, o moleque nervoso

Recapitulando:

O dono mandava as mulheres darem em cima, ele ficava Triste.
O dono chamava de bichinha, ele ficava irritado e zangado (humm)
O dono o apelida de CHIMBINHA, e ele gosta?

Só eu estou achando estranho ele ter casado com a Joelma?

Zero-Hora


Continue lendo >>

Vazou:-Boninho falando com Ana BBB9



Isto porque ela estava brincando com o alicate de unhas da vovó Naiá.
Agora vejam onde enfiaram um microfone que o Max quebrou dentro da casa:
BBB onde o filho chora e mãe não vê, pobre rapaz...

Continue lendo >>

15 de mar de 2009

Superman Indiano



Quem achou o "Superman Turco" tosco, vai ficar abismado,
este é muito pior por incrível que pareça.
A dancinha exibida ha 1min de vídeo é impagável.

Dica do Jonas novamente, o rei do You Tube.

Continue lendo >>

Macgyver Domingueiro

Pra quem não conheceu "Os Bondosos" primeira versão, esta série é pra você que gosta de ocupar seu tempo inútil no domingão dando uma enjambrada no controle remoto ou construindo algo simples pra mostrar pra 'mega véia'(meninas mostrem para o maridão se ele desgrudar o olho do futebol e se não for casado(a) mostra pra quem tiver, porra! vale irmão, amigo, cachorro, iguana...afinal MDs usam as ferramentas e o material disponível, isto vale para a platéia) o quanto tu és habilidoso. Se você já abriu algo com uma "faquinha de ponta" pra ver se tinha algo solto, você é um:

Nosso primeiro projeto trata-se de um pisca led ultra simples, o mais interesante é que um led comum precisa de +ou- 3 volts para emitir luz. o nosso também, mas o circuito é alimentado com uma única pilha 1,5v.

Material:
-um Led. (qq radinho porqueira possui um, arranque de um de algum parente, tente ser discreto.)
-um capacitor eletrolítico 100uf. (idem ao led, acima)
-um circuito integrado LM3909.(este não tem no radinho.... Que pena vamos compra-lo, é bem baratinho.)
-uma pilha.(qq tamanho serve, contanto que seja de 1.5 volts.
-soldador e solda. (todo MD que se prese possui um, de 30watts custa em média R$ 15.00)
-Fio fino. (adivinhem? sim, radinho de novo...afinal ele já tá fudido depenado mesmo.)

Circuito:

Qualquer dúvida, use os comentários.

Continue lendo >>

Priscila do BBB9 pelada

São duas fotos apenas, quem for maior de 18 anos clique nas fotos pra ver sem as tarjas.




Continue lendo >>

14 de mar de 2009

Superman Turco



E está escolhido o vídeo mais tosco da história.

Dica do Jonas, do Kibe-Loco (ctba-pr)

Continue lendo >>

Shemale?



É velho... ficou ruim de explicar, heim?
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Continue lendo >>

Cuiabá limpa é mais bonita

O pessoal do orkut vem se superando a cada dia. O que leva uma pessoa a tirar uma foto nestes trajes, na calçada e publicar no álbum do orkut? Mereceu um destaque dos Bondosos e com direito a montagem no Paint.

Continue lendo >>

Tá printado!

Episódio : O capacitor de fluxo


Continue lendo >>
 
Bondosos © 2009 Template feito por Benito Bondoso